15/12/2017 (82) 99139-0370

Esportes

Aprenda em casa

Atleta da Adefal brilha em campeonato mundial de natação no México

André Luiz Bento voltou para Maceió com seis medalhas na bagagem

Por : Redação 05/12/2017 às 10:24:10

André Luiz Bento

Com um saldo de seis medalhas - três de ouro, duas de prata e uma de bronze -, o paratleta da Associação dos Deficientes Físicos de Alagoas (Adefal) André Luiz Bento, 22 anos, Classe S14, brilhou no Campeonato Mundial de Natação Paralímpica, em Águas Calientes, no México, realizado no período de 29 de novembro a 3 de dezembro. André, que estreou com o pé direito em sua primeira competição internacional, contou com um apoio especial porque seu técnico Diego Calado, coordenador de esporte da Adefal, também integrou a comissão técnica da equipe brasileira.

André Luiz faturou o ouro nos 50m livre, no revezamento 4x100m livre e no revezamento 4x50m medley. Já a medalha de prata foi nos 50m costas e nos 4x100 medley, enquanto o bronze saiu nos 50m borboleta.

Ao falar sobre as conquistas, Diego Calado, técnico e coordenador de esportes da Adefal, destacou a importância do título para o Brasil e, em especial, para o fortalecimento do esporte paralímpico: "O Brasil é uma das grandes potências mundiais em esporte paralímpico, e ver um atleta nosso, bem como também fazer parte da delegação de técnicos campeões do mundo, é algo espetacular. Uma emoção que com certeza levarei para a vida inteira".

Para o atleta André Luiz, a conquista no Mundial serve como incentivo para buscar melhorar a cada dia. "Só sabe o quanto é mágico participar de um Mundial quem já passou por essa experiência. Com certeza os resultados são frutos do empenho de todos os atletas e técnicos que ali estavam", destacou o nadador.

Brasil

A delegação brasileira brilhou no Mundial com a conquista, pela primeira vez, do título de campeã. Com um saldo de 30 medalhas de ouro, 11 medalhas de prata, 6 medalhas de bronze e a quebra de 5 recordes mundial, o Brasil se tornou, definitivamente, um fenômeno na natação mundial paralímpica.

comentários